Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Há um ano na Indonésia foi assim...

Mäyjo, 28.09.19
Há um ano terramotos e tsunami deixaram rasto de devastação na Indonésia.

IMG_7202.JPG

Um terramoto de 6,1 graus, a que se seguiu, três horas depois, um outro de 7,5 graus e um tsunami na ilha de Celebes na Indonésia, provocaram os estragos que as imagens mostram.
Existiram centenas de vítimas, tendo sido a sua maioria registada em Palu, cidade com cerca de 350 mil habitantes, na costa oeste de Celebes.

Flores de Fukushima nascem deformadas quatro anos após acidente nuclear

Mäyjo, 03.01.16

Reprodução

Não são apenas os seres humanos que sofrem com a radiação nuclear. Quatro anos após o terramoto e o tsunami que atingiram a central nuclear de Fukushima, no Japão, as flores começaram a nascer completamente deformadas na região.

As flores deformadas chamaram a atenção de pesquisadores que atuam na área e as levaram para análise genética. De acordo com a pesquisa, diversos hectares de plantações — de arroz, um dos alimentos mais consumidos no Japão, por exemplo — estão contaminados.

E, segundo os pesquisadores, não são apenas as flores que nasceram com deformações. As regiões próximas do desastre registram com frequência a aparição de aves e insetos com mais asas do que o usual ou completamente deformados.

Após ser atingida pelo terramoto e pelo tsunami, a usina de Fukushima foi responsável pela libertação de uma enorme quantidade de material nuclear. Apesar da agilidade das autoridades, não foi possível evitar a contaminação de boa parte do solo local.

Os 8 mais belos edifícios sobreviventes ao Terramoto de 1755

Mäyjo, 17.08.15

 

Pelos bairros históricos, como a Mouraria, Alfama e Bairro Alto, ainda encontramos edifícios anteriores ao Terramoto de 1755, que sobreviveram a um estrondoso abanão e que estão para ficar. Apesar de não terem uma qualidade artística muito elevada, encantam pela sua arquitectura medieval e pelo pitoresco que trazem ao bairro. Hoje apresentamos oito desses edifícios, que nos fascinam pela sua singularidade:

 

1. Rua dos Cegoscegos


É um edifício quinhentista e será provavelmente um dos mais antigos prédios existentes na cidade de Lisboa. Apesar da sua pequena dimensão, marca sem qualquer dúvida o tipicismo da zona onde se encontra, no Bairro de Alfama.

 

 

2. Largo do Menino Deus

menino

Mais um exemplar do Séc. XVI que mantém o seu traçado original, no Largo Menino Deus. Destaca-se um corpo saliente, cujo acesso se faz através de uma escada com sete degraus e por uma porta estreita em arco. A janela quadrada de adufa confere uma imagem pitoresca à casa.
Por representar um símbolo da arquitectura renascentista em Lisboa, tornou-se um verdadeiro modelo em quadros e aguarelas de artistas plásticos.

 

3. Rua do Benformosobenformoso


Data do século XVII e é também um exemplar único pelo seu lote estreito com s/loja e 2 andares de ressalto. De reparar no interessante trabalho em madeira no forro dos ressaltos e nos óculos para iluminação da escada.

 

4. Beco de São Miguels miguel


Mesmo ao lado da Igreja de S. Miguel, encontramos este prédio de 5 pisos com ressalto bilateral muito balançado e paredes exteriores de tabique.

 

5. Rua da Atalaia

atalaia


Prédio do Bairro Alto, de uma altura excepcional de 6 pisos e fachada de bico. As grades das sacadas são já seiscentistas, denotando construção anterior ao Terramoto.

 

6. Beco da Achadabeco da achada


A Mouraria tem imensos recantos que nos fazem apaixonar um pouco mais pela cidade, sempre que passamos por eles. Um desses recantos é o Beco da Achada, onde encontramos um edifício do Séc. XIV ou XV, com porta e janela gótica em cantaria, tendo sobrevivido ao terramoto de 1755.

 

7. Rua dos Bacalhoeirosjanelas


Este grande edifício anterior ao Terramoto, da época de D. João V, é conhecido por casa das varandas. Na sua origem teria 5 pisos, mas no século XIX foram-lhe acrescentados mais dois, bem como as águas-furtadas.

 

8. Largo do Chafariz de Dentrochafariz


No Largo do Chafariz de Dentro, encontramos este prédio de 4 pisos com duplo ressalto, construída provavelmente no século XVII.

Paquistão: ilha que nasceu do terramoto formada com lama do fundo do mar

Mäyjo, 05.10.13

Paquistão: ilha que nasceu do terramoto formada com lama do fundo do mar (com FOTOS)

 

O violento terramoto que atingiu na última terça-feira a cidade de Gwadar, na província do Baluchistão, no sudoeste do Paquistão, criou uma nova ilha – um gigantesco monte de lodo, areia e rochas, com 20 metros de altura, 40 de comprimento e cem de largura.

A ilha – que se parece com a Ilha do Pessegueiro, perto de Porto Covo - situa-se no Mar da Arábia e foi formada por um terramoto de magnitude 7,7, na escala de Richter, e que já matou mais de 350 pessoas e deixou mais de 100 mil desalojadas.

Esta estranha formação geológica formou-se do nada, brotando do mar. “Esta ilha é apenas, na verdade, um grande pedaço de lama do fundo do mar, que foi puxada para cima”, explicou Bill Barnhart, geólogo do US Geological Survey que tem estudado terramotos na Paquistão e Irão.

“Este fenómeno acontece muito nesta região do mundo, porque a geologia é a correcta para a sua formação. É preciso uma camada superficial, enterrada sob pressão de gás metano, dióxido de carbono – ou algo mais – e fluidos. Quando esta camada se torna perturbada por ondas sísmicas, como um terramoto, os gases e os líquidos tornam-se flutuantes e aparecem à superfície, levando com eles rocha e lama”, continuou.

Esta não é a primeira vez que um satélite norte-americano capta um fenómeno destes – e que é um perigo para os barcos, aliás. Fique com algumas fotos da ilha e do antes e depois, imagens captadas por satélite.

 

 

in: Green Savers